Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Nesta nossa primeira grande entrevista, o REVISTAGAY resolveu entrevistar um dos nossos parceiros. O seu nome é FÁBIO MARTINS e ele é um fotógrafo algarvio, que já colabora com o nosso projeto há sensivelmente um ano. Aliás, em Novembro do ano passado, na versão antiga da nossa revista, ele foi responsável por um ensaio exclusivo com o modelo João Mendes. Atualmente, para além de ter outros projetos pessoais, o Fábio está encarregue de criar outros ensaios exclusivos para a nossa revista e em breve, acredito que teremos novidades.

 

Convidamos-te agora, nesta entrevista, a conhecer um pouco mais sobre o fotógrafo, qual o seu trabalho e tendo em conta de que esta é uma revista mais direcionada para o público gay, quisemos também colocar-lhe algumas questões sobre o tema.

 

Como é que surgiu a paixão pela fotografia?

A minha paixão pela fotografia surgiu por mera brincadeira. Comecei por usar um telemóvel para tirar fotografias com os amigos nos intervalos da escola e quando passeava em família e depois comecei a fazer da fotografia do meu dia-a-dia e foi assim que fiquei com o "bichinho".

 

Sempre sonhaste em trabalhar como fotógrafo, ou tinhas outros sonhos enquanto criança?

Quando somos crianças temos vários sonhos relativamente ao futuro profissional, mas ser fotógrafo nunca foi um dos meus sonhos apesar de ter uma tendência para as artes.

 

Até ao momento, qual foi o trabalho que mais gostaste de fazer?

Gostei de realizar vários trabalhos pois todos eles marcam a minha carreira de uma ou outra forma. Um dos trabalhos que certamente é dos mais marcantes da minha carreira é o trabalho que realizei com o João Matias, o primeiro modelo em cadeira de rodas. Foi talvez o trabalho que me fez puxar mais pela minha criatividade como fotógrafo.

 

Tens alguém, na área da fotografia, que admires muito o seu trabalho?

Sem dúvida! A nível nacional gosto bastante do trabalho de vários fotógrafos, especialmente do fotógrafo José Ferreira, que inclusive foi um dos meus formadores, gosto também do trabalho do fotógrafo Papion. A nível internacional destaco o trabalho do fotógrafo David Lachapelle.

 

A nível de pessoas (celebridades), quem mais é que gostavas de fotografar?

Há muis nomes que gostaria de fotografar, entre eles a modelo Sara Sampaio por considerá-la uma grande modelo não só pela sua carreia no ramo da moda mas também pela forma como tem representado Portugal lá fora.

 

Como foi a experiência de visitar a Tunísia a trabalho?

Visitar a Tunísia a trabalho foi uma experiencia enriquecedora. Conhecer novos sítios, novas pessoas e novas culturas. O melhor de tudo foi ter conseguido o registo fotográfico de um país tão diferente do nosso.

 

Que outro país gostavas de visitar para fotografar?

Gostava de fotografar Paris. É uma cidade maravilhosa que já visitei, mas que não tive oportunidade de fotografar.

 

Como surgiu o projecto do qual estás ligado, o "Urban Dance"? És o criador do projecto? E és de alguma forma apaixonado pela dança?

O projecto "Urban Dance" é um projecto da minha autoria. A ideia surgiu para a divulgação de bailarinos. Sempre gostei da cultura urbana, musica, a Arte a Dança e este gosto associado à ideia de ajudar a divulgar bailarinos fez-me avançar com este projecto.

 

Fala-nos um pouco mais sobre o “Urban Dance”?

Tudo começou com umas fotos que fiz a uns amigos bailarinos. Gostei do resultado, fiz a publicação dessas mesmas fotos e a partir daí, comecei a receber o interesse de vários bailarinos. Actualmente, já fotografei, mais de 20 bailarinos, quer a nível nacional, quer a nível internacional.

 

Qual a sensação de saber que algumas das tuas fotografias, já apareceram no site da Vogue italiana?

São já 10 as fotos lá publicadas. Muitos pensam que foi a Vogue que descobriu as minhas fotos e decidiu publicá-las. Na realidade o que aconteceu foi que eu decidi tentar a sorte e enviei uma foto minha, como qualquer outra pessoa o pode fazer. As fotografias são sujeitas a uma avaliação por parte da Vogue Itália, que, certamente, seguindo alguns critérios, decide se as fotos serão ou não aceites e divulgadas no site. Como é obvio, a sensação é muito boa, pois e sempre um reconhecimento do meu trabalho.

 

Como é que surgiu a oportunidade de apareceres no livro do Guiness?

Não foi bem uma oportunidade. Eu decidi participar num concurso, onde tive acesso a publicidade sobre a criação do maior álbum fotográfico com fotos de norte a sul do país. Seria uma forma de divulgar o nosso país e contaria com a participação de mais de 5000 participantes. Conseguimos alcançar o record mundial, e o nome de todos os participantes ficou registado.

 

No teu dia-a-dia, quando sais para passear, tens por hábito levar sempre a tua máquina fotográfica contigo?

A minha maquina anda sempre comigo pois nunca sei o que posso vir a encontrar quando saio de casa.

 

E és daqueles que fotografa tudo à tua volta, seja através do telemóvel ou até mesmo com a máquina fotográfica?

Sou o típico fotógrafo que capta tudo o que chama à atenção à sua volta, mesmo que sejam coisas, que normalmente, qualquer um ignoraria.

 

Graças aos iPhones e a redes sociais como o Facebook e o Instagram, hoje em dia qualquer um caracteriza-se como fotografo. Tens alguma opinião em relação a isso?

Tenho uma opinião muito simples. Não sou contra os fotógrafos amadores, pois mesmo eu já o fui. Sou sim contra aqueles que encaram a fotografia como um caminho para o dinheiro fácil. A arte em Portugal está desvalorizada e quando as pessoas brincam aos fotógrafos, praticando preços demasiado baixos, estão não só a degradar o mercado profissional, mas também a banalizar a arte da fotografia. A fotografia funciona com outras áreas. O facto de saber que o medicamento A resolve o problema B, não faz de mim médico. Bem como ter uma máquina fotográfica nas mãos não faz de qualquer um fotógrafo. O facebook e o instagram por exemplo são excelentes formas de mostrar o nosso dia-a-dia, interagir com as pessoas, e mesmo para mim como fotógrafo profissional, o facebook é como uma ferramenta onde posso divulgar o meu trabalho.

 

Por que razão resolveste aceitar a parceria com o nosso projecto? E foste alguma vez criticado por essa decisão?

Aceitei por vários motivos. Um dele prende-se com o facto de trabalhar com uma revista e poder divulgar o meu trabalho. Por outro lado, a oportunidade de trabalhar com um assunto que é alvo de muito preconceito hoje em dia, tentando de alguma forma, mudar um pouco a mentalidade das pessoas. E se já fui criticado? Já. No início da parceria ouvi comentários e recebi mensagens ofensivas, mas sempre ignorei pois eu é que sei o que quero fazer da minha vida, quer a nível pessoal, quer como profissional e ninguém tem que ver nada com as minhas decisões.

 

No teu núcleo de amigos, conheces alguém que seja gay/lésbica?

Sim, tenho amigos homossexuais e lido muito bem com isso. Para mim a orientação sexual das pessoas não é importante.

 

Em Portugal, consegue-se viver da fotografia?

O mercado da fotografia vai dando para (sobre) viver. O mercado está banalizado e é complicado. Se consegues ganhar destaque e mostrar o teu trabalho, muito bem, se não ganhas destaque e não provas constantemente o teu valor, torna-se muito complicado.

 

E para terminar, como é que pensas que será a tua vida daqui a cinco anos?

Não faço a menor ideia de como estará a minha vida dentro de 5 anos. Gosto de viver o dia-a-dia, mas olhando para uma perspectiva a longo prazo, espero que os próximos 5 anos sejam marcados com mais conquistas, mais reconhecimento e valorização não só do meu trabalho mas da fotografia como arte

 

Para mais informações sobre o fotógrafo, passem pela sua página do Facebook

Autoria e outros dados (tags, etc)



Bem-vindo...


Escreve-nos uma mensagem...



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Comentários recentes

  • Linda

    Conheça O mundo dos Acompanhantes o blog que vem p...

  • Thiago

    Olá,Conheci o site hoje e gostei muito das dicas d...

  • JOSE

    Olá meus amigos de todas as cidades de Portugal, s...

  • JOSE

    OLÁ ME CHAMO JOSE SILVA, BRASILEIRO DE SANTO ANDRÉ...

  • ronald

    soy de rol versátil mas pasivo serio y discreto, s...



Fotógrafos Parceiros

Fabio Martins Photography

Paulo Casaca Fotografia

Sites e Blogs Parceiros

+ tv SEXY

pt Gay - Comunidade de encontros

Dreming of Adonis

Entre Homens