Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dica de Filme // Judas Kiss (2011)

por ermes, em 22.12.13

E eu continuo com mais sugestões de cinema em casa. Desta vez a dica rápida vai para o filme “JUDAS KISS”, um filme americano de 2011 e que lamentavelmente não vais encontrá-lo por aí à venda. E olha que este até é um bom filme. Um filme que podia perfeitamente ser transmitido nos nossos canais de TV mas... vai sonhando vai!!

 

Judas Kiss, assim à primeira vista, é um filme estranho, um pouco confuso até mas não deixa de ser um bom filme para ver sozinho ou muito bem acompanhado. Por isso aceitem essa nossa sugestão e depois de o verem digam-nos o que acharam. Queremos uma partilha de opiniões. Será que posso contar com a vossa opinião?!

 

Ah! E para além de ter gostado do filme, este Judas Kiss apresenta um elenco de jovens actores muito belos. Todos eles são mesmo muito giros e… vale a pena espreitar!

 

Sinopse do Filme: Quando Topher tem a chance de julgar uma competição de filmes em sua alma mater, ele convence Zach ir em seu lugar. Enquanto Zach parece desconcertado no seu antigo reduto, ele encontra conforto nos braços de um belo rapaz no bar gay local. Talvez estar de volta não é tão ruim, afinal. Mas então ele percebe que um dos cineastas do juri tem o seu nome - e é de triagem mesmo filme que ganhou a concorrência com anos atrás. Ele descobre uma peculiaridade no tempo e no espaço que lhe dá uma oportunidade para acertar o que, em retrospecto, deu errado todos esses anos atrás. O jovem Zach está mais interessado em encontrar estrelato com sexo, amor e cinema do que em ouvir estranhas teorias sobre viagem no tempo. Zach vai ter uma segunda chance? A vontade de seu "eu" mais jovem escolher entre o amor e amizade, ou dinheiro e fama, que com certeza a desvanecer-se no tempo. (Fonte: moviesg4u)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Dica de Filme // Broderskab (2009)

por ermes, em 21.12.13

Hoje vou deixar aqui uma dica rápida de filme que é mesmo uma boa sugestão para ver em casa. Por isso, aceitem esta sugestão e assim que possível vejam o filme “BRODERSKAB” que é mesmo muito bom. Eu tive o privilégio de ver este filme que conta uma história bastante interessante e pouco usual e fiquei surpreendido com ele. Tem bons actores, o trabalho de realização está também muito bom e a história de amor entre os dois fascistas é fascinante. Vale mesmo a pena ver.

 

Sinopse do filme: Desiludido com a carreira, Lars decide deixar o exército. Ele filia-se a um grupo radical de direita e envolve-se com Jimmy, um de seus colegas. Os dois homens começam um relacionamento secreto que não passa impune no círculo fascista. Apesar de todas as regras, o amor e a atração falam mais alto, e eles decidem continuar juntos. (Fonte: moviesg4u)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Dica de Filme // Freier Fall (2013)

por ermes, em 17.12.13

Hoje, na Dica de Filme, vou falar de um filme que já aqui foi falado há uns tempos atrás. Mais precisamente no final do mês de Outubro, quando no espaço notícias, falou-se no filme por andarem a dizer que tratava-se de uma nova versão do tão conhecido filme “O Segredo de Brokeback Mountain”. A diferença é que enquanto o filme de Ang Lee retratava o amor entre dois cowboys, neste filme alemão, realizado por Stephan Lacant, o amor vem por parte de dois polícias. São duas histórias diferentes, retratadas em tempos diferentes, em países diferentes mas não podemos negar que haja de facto algumas parecenças entre os dois filmes. Eu tenho que admitir que adoro “O Segredo de Brokeback Mountain” mas tenho que confessar que também fiquei fascinado por este “FREIER FALL” que sem dúvida alguma, merece toda a nossa atenção. Eu se fosse a ti, arriscava em vê-lo pois acho que não irás arrepender-te.

 

O filme é deste ano e para ser sincero, não sei se ele já passou por aqui em Portugal, ou se irá passar pelas nossas salas de cinema. E se passar, duvido muito que seja através do circuito comercial. Deve ser mais através de festivais de cinema. E como filmes do género, às vezes a melhor forma de conhecê-los é através de download, este foi mais um daqueles em que encontrei na net, com boa imagem, boas legendas em português e devido às noticias que já tinha lido em relação a ele, assim que esteve disponível para download, eu não pensei duas vezes. Fiz o download, na mesma noite assisti ao filme e fiquei fascinado por ele. Mais uma vez continuo a dizer que o Cinema Europeu é dos melhores que há e este não fica nada atrás. Acho que o filme conta com um elenco fantástico, um elenco de actores que eu não conheço de lado nenhum mas que estiveram bem convincentes nos papéis que agarraram. A realização também está de parabéns, a história é também muita boa, onde sem nunca perder a postura, este filme conta com algumas cenas de sexo e os dois protagonistas trocam vários beijos selvagens. Vale a pena ver!

 

Freier Fall” conta ainda com outras cenas marcantes, tais como a cena em que a namorada de Marc, o polícia que cai em tentação, entra em desespero ao saber que foi trocada por um homem. Sem saber como há-de satisfazer o seu homem, os dois têm uma cena no duche que eu achei fantástica. Aliás, no decurso do seu diálogo, a namorada até diz que nesta situação ela nem tem direito a ter inveja do outro, pois ela claramente sabe aquilo que o outro tem que ela não tem. Mas o filme, que chega a ter um ritmo calmo, chega a ter outras cenas marcantes e eu volto a dizer, o filme é bom e eu arrisco até em dizer que o filme já consta da minha lista de filmes favoritos. Mas se dúvidas da minha palavra, vê o trailer que eu agora apresento, lê a sinopse e depois tira tu as conclusões se queres ou não ver o filme.

 

 

Sinopse: Uma carreira promissora com a polícia, um bebê a caminho – a vida de Marc parece estar na direção certa. Até que ele conhece um colega policial, Kay, e durante os treinamentos experimenta uma sensação nunca antes sentida, de prazer sem esforço. Dividido entre sua família e seus novos sentimentos por Kay, Marc vê seu mundo perder o controle. De repente, sua vida está em queda livre e ele percebe que, por mais que tente, não poderá fazer a todos felizes. Talvez nem a si próprio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Às vezes, estou eu a ver um filme e fico revoltado com aquilo que vejo. E quando sei que o filme é baseado em acontecimentos reais, mais revoltado eu fico. E isso foi o que aconteceu quando no outro dia, resolvi assistir ao filme “ANY DAY NOW”. Fiquei de tal forma revoltado, que quando chegou a hora de deitar-me, eu não consegui dormir e isso porque eu não parava de pensar no filme. “Any Day Now” é realmente um filme revoltante, um filme que dá que pensar e até mesmo agora, que estou a escrever este texto, ainda estou a pensar como é que os acontecimentos do filme puderam mesmo acontecer na vida real. Enfim! Se dúvidas houvesse, elas deixaram de existir assim que vi este filme. O Mundo é mesmo cruel e apesar dos anos, apesar de estarmos no século XXI, o Mundo continua a ser cruel e a ter pessoas que no lugar do coração, têm uma porcaria qualquer que… enfim! Nem vale a pena perder o meu tempo com essas pessoas.

 

Falando do filme, eu resolvi vê-lo assim por acaso. Pouco ou nada sabia acerca dele. Li a sinopse do filme, nunca cheguei a ver o trailer do filme, mas numa dessas noites em que não havia nada de jeito para ver, resolvi arriscar em vê-lo. E ainda bem que arrisquei! O filme surpreendeu-me pela positiva, na medida em que não estava à espera de gostar tanto dele como cheguei a gostar. Mas fiquei também surpreendido pela negativa. Não pela qualidade do filme, não pelo desempenho dos actores – que diga-se de passagem estiveram todos maravilhosos – mas sim pela revolta que surgiu dentro de mim por saber que neste mundo há pessoas mesmo cruéis. Pessoas estúpidas que não deviam estar à frente de um tribunal, à frente de um governo, enfim… Para mim, não faz qualquer sentido alguém recusar a guarda de uma criança para alguém que tem condições para dar-lhe um futuro maravilhoso e que para além disso, tem muito amor para dar. Para mim, não faz qualquer sentido alguém deixar uma criança aos cuidados de uma mãe toxicodependente que nada tem para dar ao filho, principalmente o amor que ele precisa. E essa é mesmo a revolta mas eu duvido que quem por aqui passa e aceita esta minha sugestão de filme, não fique revoltado tal como eu.

 

Em “Any Day Now”, encontramos um Alan Cumming, que é gay assumido e que aqui faz um papel fascinante. Confesso que acho nunca o ter visto em outro filme onde ele é o principal protagonista e fiquei impressionado com aquele seu Rudy Donatello que de uma forma simples, deu uma lição de vida a todos. Também não posso deixar de salientar o desempenho dos outros dois protagonistas mas… acho que já chega de falar da minha revolta e passo àquela parte em que eu recomendo a 100%, o visionamento deste filme. Eu optei por fazer o download do filme mas se não me engano, este filme chegou a passar por algumas salas de cinema em Lisboa. Não sei se ainda vai ser possível vê-lo no grande ecrã, mas vale a pena procurar, vale a pena ver e depois quem sabe, partilhar a vossa opinião com o REVISTAGAY.

 

 

Sinopse: Rudy Donatello é músico e Paul Fleiger advogado (Alan Cumming e Garret Dillahunt). Os dois estão apaixonados e, apesar dos preconceitos da sociedade em que se inserem, são felizes e vivem como casal. Certo dia, ao voltar para casa, Rudy encontra Marco (Isaac Leyva), um rapaz de 14 anos com síndroma de Down, que ficou sozinho em casa depois de a sua mãe, toxicodependente, ter sido presa. Decidido a fazer algo pelo rapaz, Rudy decide visitar a mãe e pedir-lhe que assine os documentos que permitam uma guarda temporária. Tudo corre como esperado e Rudy torna-se o seu guardião legal. Porém, quando a relação homossexual entre Rudy e Paul é levada a tribunal, os dois vêem-se a braços com uma batalha inesperada e injusta, cujos preconceitos parecem ter um peso maior do que o bem-estar daquela criança.

Um drama comovente, realizado por Travis Fine, que se inspira em factos verídicos ocorridos no fim dos anos 1970, nos EUA.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Há uns dias atrás, através dos Canais TV Cine, tive a oportunidade de assistir ao filme “AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL”. O filme passou várias vezes pelos canais e um dia, quando não dava mais nada de jeito em outros canais – coisa que é frequente – eu sentei-me no sofá com um bom balde de pipocas e assisti ao filme do princípio ao fim, onde em pouco menos de duas horas, eu passei por diferentes emoções. O filme faz-nos rir, faz-nos apaixonar, faz-nos sonhar e até nos faz chorar. Sim! É verdade! Eu como sou daquele tipo de pessoas que chora por tudo e por nada, houve ali alguns momentos do filme que deixaram-me com lágrimas nos olhos. Mas quase que arrisco em dizer que não fui o único a chorar no final do filme.

 

Apesar de na altura em que passou pelos cinemas eu ter lido boas críticas em relação ao filme, e apesar de ter visto o trailer, a verdade é que nunca fiquei com muita curiosidade em vê-lo. Pensei que fosse mais um daqueles filmes de adolescentes que servem apenas para desperdiçar uma ou duas horas da nossa vida mas não! Este filme merece mesmo a nossa atenção. Não só pela história maravilhosa que conta com algumas surpresas no decorrer do filme, como também pelo maravilhoso elenco de protagonistas que… enfim! Todos os três estão espectaculares! Mas o destaque neste momento vai para a actriz Emma Watson que surpreendeu-me e muito pela positiva. A jovem, que tornou-se mundialmente conhecida graças ao papel de menina feiticeira nos filmes do Harry Potter, já deixou de ser uma menininha e tornou-se numa grande actriz que merece sem dúvida alguma uma salva de palmas. Ema Watson é a estrela do filme, ao lado de Logan Lerman e claro, não nos podemos esquecer do jovem actor Ezra Miller que volta a brilhar num papel impressionante. Ou seja! No geral, tudo no filme foi positivo e apesar de saber que voltarei a chorar sempre por causa dele, eu confesso que em breve, tenciono vê-lo uma vez mais e aqui fica a minha recomendação. Se queres ver um bom filme, um filme super emocionante e que dá que pensar, aceita esta minha sugestão e… bom cinema em casa!

 

 

Sinopse: Apesar da sua inteligência fora do comum, Charlie (Logan Lerman) tem uma enorme dificuldade em se relacionar com os seus pares. Porém, este início de ano lectivo, está decidido a mudar e a criar laços, mesmo que tenha de lutar contra os seus receios mais profundos. E é assim que conhece Sam (Emma Watson) e Patrick (Ezra Miller), duas pessoas alegres, extrovertidas e com um gosto esfuziante pela vida. Juntos, vão desabrochar para o mundo dos adultos, seguindo o caminho da amizade, do amor e da descoberta da sexualidade.

Com argumento e realização de Stephen Chbosky, "As Vantagens de Ser Invisível " é baseado no aclamado romance homónimo, escrito pelo próprio realizador e editado em 1999 pela MTV

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vou aproveitar agora algum deste meu tempo livre que tenho no momento, para deixar-vos aqui, mais uma óptima sugestão de cinema para ver em casa muito bem acompanhado, nem que seja apenas por um balde de pipocas. As primeiras dicas de filme aqui no blog, foram para falar de alguns dos meus filmes favoritos de temática gay, e a sugestão de hoje, está também presente na minha lista de favoritos. O filme chama-se “SKOONHEID - Beauty” e aviso desde já que este filme não é para todos.

 

E atenção! Quando eu digo que este filme não é para todos, não é por considerar que este seja um filme de terror, ou um filme com muito sexo à mistura e só para maiores de 18 anos, enfim… Apenas alerto para o facto de considerar este um filme muito forte, com algumas cenas revoltantes que com certeza, irá deixar muitas pessoas a pensar no assunto e até mesmo mal dispostas com a situação. Bem! Talvez esteja a exagerar um pouco mas a verdade é que quando vi esse filme pela primeira vez, houve de facto alguns momentos revoltantes e lá mais para o final do filme, senti que estava a levar um valente murro no estômago. Enfim! Só mesmo vendo o filme para perceberem o que quero dizer com isso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Outro dos meus filmes favoritos é este “NOORDZEE, TEXAS”, um filme que já tive a oportunidade de o ver há algum tempo e faço questão de voltar a vê-lo em breve. À semelhando das duas sugestões anteriores, também este não vem lá dos lados da América mas sim da Europa. Mais precisamente da Bélgica e penso até, que este foi o primeiro filme desse país que eu já assisti. Mas acreditem, com essas três sugestões aqui deixadas esta semana, acho que fica mais do que provado, que os europeus fazem muito bom cinema, ao nível de muitos filmes americanos e que por isso, devíamos começar a dar mais atenção aos filmes europeus e claro, aos filmes nacionais.

 

Mas falando mais propriamente deste filme, “Noordzee, Texas” conta uma bonita história de amor entre dois grandes amigos de infância. Os protagonistas são adolescentes e é sempre bom ver histórias de adolescentes que estão agora a descobrir o que é o amor. Aqui, encontramos o jovem Pim, um jovem tímido que vive sozinho com a mãe e que desde muito cedo, percebeu ter algumas características diferentes em relação a outros meninos. Não é um menino muito sociável, pouco relaciona-se com as pessoas, à excepção da família do seu melhor amigo Gino. Com eles, Pim sente-se em casa. É como se fizesse parte da família deles e é sempre muito bem recebido pela mãe e pela irmã de Gino que secretamente, nutre uma grande paixão por Pim. E apesar dessa paixão ser bastante visível aos olhos de todos, Pim parece ser o único que não se apercebe disso e isso porque, ele só tem mesmo olhos para o seu amigo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Descobri à uns dias atrás, mais um filme que já vai fazer parte da minha lista de filmes favoritos. E é curioso, pois por vezes, os grandes filmes, aqueles que conseguem conquistar-me por completo, são os pouco conhecidos, pouco falados, que vêm de países onde normalmente não estamos habituados a ouvir falar. O filme que esta noite eu recomendo vem da Noruega e se não me engano, esta foi mesmo a primeira vez que vi um filme desse país. Sei que há pessoas que têm um certo ‘preconceito’ em relação a filmes que não são de origem americana e falados em inglês, mas acreditem, por vezes, os melhores filmes vêm mesmo de outros países como a Noruega. E esse “MANNEN SOM ELSKET YNGVE” é o exemplo de um óptimo filme que merece ser visto por todos nós. Eu recomendo a 100% e tenho a certeza que quem arriscar em vê-lo, também irá gostar.

 

Quando optei por ver este “Mannen Som Elsket Yngve” eu pouco ou nada sabia acerca dele. Ou melhor, já tinha lido a sinopse do filme mas como sei que muitas das vezes as sinopses não correspondem à realidade, eu arrisquei vê-lo sem nunca imaginar que iria ficar completamente rendido a ele. O filme está excelente em todos os sentidos. Tanto na realização como nas interpretações dos jovens actores. Todos eles estão fantásticos e até mesmo a banda sonora do filme chama a atenção com grandes êxitos dos anos 80.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Dica de Filme // Sasha (2010)

por ermes, em 29.10.13

Era praticamente impossível começar aqui estas sugestões de cinema em casa sem antes começar por falar em alguns dos meus filmes favoritos. Todos nós temos filmes que ficam marcados na nossa memória e eu não podia ser diferente. E como na verdade, todos nós até somos diferentes, sei bem que aqueles que eu considero serem os melhores filmes para mim, podem até ser os piores na vossa opinião. Mas felizmente cada um tem direito à sua opinião e todos devemos respeitá-la. Por isso, neste primeiro artigo de sugestões, vou dedicar algum do meu tempo a deixar aqui breves opiniões em relação a filmes que já vi. E para começar em grande, as primeiras opiniões serão em relação a alguns dos meus filmes favoritos.

 

E um desses meus filmes favoritos é este “SASHA”. O filme é alemão e apesar desse idioma fazer-me uma certa confusão na cabeça, a verdade é que quando vi o filme pela primeira vez, fiquei logo fascinado com as cenas iniciais do filme e por isso, foi com enorme prazer que assisti ao filme do principio ao fim. Este filme realizado por Dennis Todorovic trata-se de uma comédia em tons dramáticos e a sua história é realmente super interessante. Já tive a oportunidade de o ver duas vezes e não me importava nada de voltar a vê-lo uma terceira vez. Aliás! Na segunda vez que vi o filme, vi-o na companhia da minha mãe que apesar de ter achado o filme um pouco estranho, também acabou por gostar. E digo isso porque este “Sasha”, ao contrário de alguns outros filmes, pode muito bem ser visto em família. Eu diria até que é um filme ideal para ver numa tarde de fim-de-semana e com a família toda reunida na sala. Esta opção seria bem mais interessante do que as constantes repetições de filmes desinteressantes que os nossos canais estão habituados a transmitir.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Bem-vindo...


Escreve-nos uma mensagem...



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Comentários recentes

  • Linda

    Conheça O mundo dos Acompanhantes o blog que vem p...

  • Thiago

    Olá,Conheci o site hoje e gostei muito das dicas d...

  • JOSE

    Olá meus amigos de todas as cidades de Portugal, s...

  • JOSE

    OLÁ ME CHAMO JOSE SILVA, BRASILEIRO DE SANTO ANDRÉ...

  • ronald

    soy de rol versátil mas pasivo serio y discreto, s...



Fotógrafos Parceiros

Fabio Martins Photography

Paulo Casaca Fotografia

Sites e Blogs Parceiros

+ tv SEXY

pt Gay - Comunidade de encontros

Dreming of Adonis

Entre Homens